Emissão de CO2 e carbono orgânico do solo em diferentes sistemas manejos do solo

Resumo: A cada dia a responsabilidade com meio ambiente torna-se mais cobrada e respeitada pelas novas gerações. Muito tem se discutido acerca dos problemas ambientais que são gerados pela agricultura, +principalmente a quantidade dióxido de carbono emitido para atmosfera e o resultado que essa emissão gera para todo o planeta. O objetivo desta proposta de estudo é avaliar a emissão de CO2, temperatura e umidade do solo com base na hipótese de que tais variáveis são influenciadas pelo manejo e ocupação do solo, assim como diferentes momentos de coleta e aquisição dos dados. Para avaliação do fluxo de dióxido de carbono se fará uso de um analisador de gás infravermelho (IRGA) de circuito fechado, através do equipamento LI-8100A, no qual se estimará o gradiente (CO2), com a leitura simultânea da temperatura e umidade do solo; para a quantificação do carbono orgânico serão retiradas simultaneamente amostras de solo próximos ao colar instalado para leitura do fluxo de dióxido de carbono. Em cada área serão instalados seis colares de PVC em que se acoplará a câmara de fluxo. As leituras de emissão de CO2 do solo serão realizadas mensalmente por período de 12 meses (agosto de 2017 a julho de 2018) entre as 08h00min e 10h00min. Espera-se ao final do estudo estabelecer recomendações estatísticas no que se refere aos melhores momentos de aquisição do fluxo de CO2 dos solos e que possibilitem fazer inferência sobre as técnicas de manejo dos solos que possuem maior eficiência no aproveitamento de carbono.

Data de início: 2017-08-01
Prazo (meses): 12

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Colaborador Ivoney Gontijo
Colaborador Edilson Romais Schmildt
Coordenador Edney Leandro da Vitória
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia BR 101 Norte, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-900