Uso de potássio, cobre e zinco como indutores de resistência no controle de Fusarium solani em mudas de pimenta-do-reino.

Resumo: A fusariose é a principal doença da pimenta-do-reino e busca por métodos e produtos alternativos de manejo das doenças, em substituição aos métodos convencionais, vem aumentando nos últimos anos. Assim, dentro deste contexto, o presente trabalho tem como objetivo avaliar o uso do potássio, cobre e zinco como indutores de resistência no controle de Fusarium solani em mudas de pimenta-do-reino. Serão realizadas três avaliações, duas em campo e uma em laboratório. Na primeira avaliação serão instalados dois experimentos, um para cultivar bragantina e outro para a cultivar kottanadan. O delineamento experimental será em blocos casualizados em fatorial 3 x 5 + 2, sendo o primeiro fator representado pelos nutrientes K, Cu e Zn e o segundo fator representado por 05 concentrações dos nutrientes. Serão utilizados dois tipos de controle para cada cultivar, um com plantas infectadas com F. solani e outro com plantas sem infecção de fungo, ambos sem a adição dos nutrientes testados. Na segunda avaliação também serão instalados dois experimentos, um para cada cultivar. O delineamento experimental será em blocos casualizados em fatorial 3 x 3, sendo o primeiro fator representado pelos nutrientes K, Cu e Zn e o segundo fator representado pelas 03 concentrações dos nutrientes que serão fornecidos via solução nutritiva. Serão avaliados índice de avanço da doença, produção de matéria fresca e seca das raízes e parte aérea, número de folhas, altura e diâmetro do caule, fluorescência transiente, clorofila, nutrientes das raízes e parte aérea e características anatômicas. Na terceira avaliação o experimento avaliará a eficiência dos nutrientes quanto à capacidade de inibição de crescimento micelial do F. solani f. sp. piperis em meio de cultivo. O experimento será instalado em delineamento de blocos ao acaso em fatorial 3 x 5 + 2, sendo o primeiro fator representado pelos nutrientes K, Cu e Zn e o segundo fator representado pelas 05 concentrações dos nutrientes. Para o potássio teremos: 0, 5, 10, 20 e 40 mmol.L-1, para cobre 0, 1, 2, 4 e 8 μmol.L-1 e para zinco 0, 2, 4, 8 e 16 μmol.L-1. As testemunhas serão o meio de cultura Batata-Dextrose-Agar (BDA) e o fungicida Derosal 500. Os dados serão submetidos à análise de variância e efeitos dos tratamentos serão avaliados por teste de média para fatores qualitativos e regressão para fatores quantitativos.

Data de início: 2017-02-01
Prazo (meses): 36

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado VERÔNICA D ADDAZIO PINHEIRO
Coordenador Adriano Alves Fernandes
Pesquisador Elisa Mitsuko Aoyama
Pesquisador Antelmo Ralph Falqueto
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia BR 101 Norte, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-900